Detesto que me roubem a solidão sem me dar em troca verdadeiramente companhia. (Friedrich Nietzsche).

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Quintal dos sonhos.



Meus sonhos morreram.
Agora, quero me mudar.
Quero uma casa com terra,
para enterrar os meus sonhos.
Quero sabê-los  lá,
em seu cemitério
no fundo do quintal,
para poder ir lá,
vez ou outra,
deixar umas  flores.









14 comentários:

  1. Credo Ligéia!
    Você me assusta... é verdade ou ficção?
    O poema é lindo, mas é meio... 'terminal'.
    De qualquer maneira, escrever versos nos 'limpa' a alma...

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha queria Jan, não se assuste, a desilusão faz parte da vida. Vai ver estou entrando em uma nova fase, a fase realista. Estou mesmo pensando em mudar de apartamento para uma casa, quero um quintal com terra, terra mesmo, não um vaso. Talvez isso seja mais um sonho. Vai ver não morreram todos, rs.

      um beijo pra você. Muito obrigada pelo carinho.

      Excluir
  2. Querida, não deixe seus sonhos morrerem, deixe eles se transformarem em outras coisas, pois quando os nossos sonhos morrem, nós morremos junto. Abraço forte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu bom amigo Gilberto, há sonhos que nos atrapalham. Os meus morreram, mas, no fundo, eu acho que novos sonhos virão... Quem é sonhador nunca deixa de sonhar. Eu espero não sonhar mais, mas...

      Um beijo pra você,meu querido.

      Excluir
  3. Ola querida amiga,embora triste,é um belíssimo poema .Uma boa noite e meu maior abraço.SU

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É meio triste mesmo, , estava exatamente assim quando escrevi.

      Muito Obrigada, querida Suzane.

      Uma abraço sicero.

      Excluir
  4. Olá Amiga.
    Nossa que triste quando nossos sonhos morrem, mas acredite outros novos virão, já fiz o velório de vários...rsrsrs
    Mas daqui a pouco estarás sonhando novamente pode acreditar.
    Amiga agradeço seu carinho lá no meu cantinho e entendo perfeitamente que não conseguiste participar, estes dias fiquei sem sinal de internet e outras coisinhas acontecendo. Tem coisas que não dá para contornar.
    Tenha um lindo fim de semana.
    Beijos e até mais...

    ResponderExcluir
  5. Oi Verinha, que ótimo que voltou. Eu às vezes fico sem internet tbm, é muito chato. Engraçado que qdo cai a internet é como cair a energia elétrica. rss
    Tem coisas que não dá pra contornar e tem coisas que não dependem da gente para se resolver, é isso que eu chamo de problema. Estou com alguns problemas... rs.. Mas tudo passa, são momentos. Só os sonhos que morreram mesmo. Não quero sonhar mais.

    beijos, eu é que te agradeço, Verinha.

    ResponderExcluir
  6. Ligéia...

    O blog Cristianices mudou de nome. Agora é Pitacos de Pá. deve ser por isso que não recebe as atualizações.
    Quando mudei, expliquei nesse post a mudança: http://www.pitacosdepa.blogspot.com.br/2013/02/nova-fase.html

    Seja bem vinda novamente, mas óooooo não deixe o sonho morrer, não deixe o sonho acabar... a vida é feita de sonhos, e sonhos pra gente sonhar!!!

    Bêjo

    ResponderExcluir
  7. Oi Cris, engraçado que mesmo com a mudança do nome do blog, deveriam aparecer suas atualizações, com o novo nome. Sei lá o que acontece rs.

    Bom que está aqui,

    Bêjo também. rs.

    ResponderExcluir
  8. Seu lirismo Ligéia sempre e sempre está com você mesmo na desilusão... Vou torcer para que haja em qualquer lugar do que restou dos seus sonhos uma semente de algo como flores ou árvores frutíferas e no chão do seu quintal algo novo possa nascer e ai ele não será um cemitério e sim um canteiro de flores ou um pomar...

    ResponderExcluir
  9. Escrevi esse pequeno poema no dia em que senti estarem mortos todos os meus sonhos... Mas... sonhador é sonhador, pisciano é pisciano, cronópio é cronópio... Agora, quero mesmo uma casa com quintal e terra, plantas, e muito sol. Moro em apartamento, embora ele seja espaçoso e muito ensolarado, meu espírito me pediu para ir morar num lugar onde eu possa plantar meus sonhos, lá fora, e não enterrá-los, quem sabe eles brotam de novo. Quero sair no quintal e ler ao sol. Por ora, ando sem sonhos, e descobri que a realidade é mais prática, eu adoro praticidade, porém... sonhar é sublime.

    Um beijo, Pandora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ligéia, esse comentário dava um post... #Inspirou

      Excluir
  10. Inspirou? Que maravilha, então vem coisa boa e bonita por aí, vinda de uma certa caixa... ;)

    ResponderExcluir

Costumo responder aos comentários aqui no blog. Todas as opiniões são bem vindas, e importantes. Gosto de saber das pessoas o que pensam, o que sentem, o que gostam. Você que lê e prefere não se manifestar, quem sabe um dia volte para me dizer algo. Não tenho pressa, eu espero.

Divagar é preciso...