Detesto que me roubem a solidão sem me dar em troca verdadeiramente companhia. (Friedrich Nietzsche).

terça-feira, 10 de abril de 2012

Mar Morto



À distorção das embarcações
embaçadas de névoa
a pele umedece

Arrepiam-se os poros
de frio e de febre

O barco parte
No movimento alternado
dos afogados

Nada

Cai a realidade em granizo
A hora é cinza
Vermelho era  o sol
que caiu do horizonte

Não sentir
É  o truque








6 comentários:

  1. Realmente, é o truque, o segredo. Gostei, muito bom! Bjos

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Reiffer! Fico feliz.

    Bom vê-lo aqui novamente.

    Abração

    ResponderExcluir
  3. E o barco parte.
    Um dia ele volta como magia.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que lindo, Janice! Adorei!

      Muito obrigada!

      beijos.

      Excluir
  4. Não sentir nada... Este é o melhor truque que, por vezes, nossa mente não consegue entender de jeito nenhum.
    Obrigado pela visita, adoro seus comentários.
    Bom dia.

    ResponderExcluir
  5. Sim, Christian, verdade! É o melhor truque mesmo, mas tem que ser mágico, ou muito "ninja" pra fazer funcionar, rs...

    Eu é que agradeço. Muito obrigada.

    Bom dia também!

    ResponderExcluir

Costumo responder aos comentários aqui no blog. Todas as opiniões são bem vindas, e importantes. Gosto de saber das pessoas o que pensam, o que sentem, o que gostam. Você que lê e prefere não se manifestar, quem sabe um dia volte para me dizer algo. Não tenho pressa, eu espero.

Divagar é preciso...